A reciclagem em escritórios corporativos

postado em: Dicas | 0

Existem várias estratégias que proprietários de edifícios e gerentes de facilities podem usar para incentivar a reciclagem.

A responsabilidade corporativa e esforços ambientais já são uma grande prioridade em um grande número de empresas, independente do setor de atuação. De acordo com uma pesquisa de 2012 de CFOs da Deloitte, 93% dos entrevistados acreditam que existe uma ligação direta entre os programas de sustentabilidade e o desempenho dos negócios.

Um dos passos mais básicos para uma organização que procura melhorar suas práticas sustentáveis ​​é a reciclagem, muitas vezes referida como gerenciamento de recursos ou gerenciamento de resíduos.

Embora as empresas socialmente conscientes possam definir políticas e metas de reciclagem, cabe ao proprietário do edifício e à administração do prédio garantir que estes programas estejam em vigor para permitir que os inquilinos alcancem essas metas. A implementação de um programa de reciclagem em um edifício existente não é uma tarefa fácil, pois muitas vezes requer uma revisão dos sistemas in loco e do engajamento do inquilino.

 

Elencamos quatro obstáculos comuns e estratégias para superá-los, que podem contribuir para os objetivos de sustentabilidade de proprietários e inquilinos:

 

1) Conhecimento

Antes de implementar um programa de reciclagem é importante saber o que está sendo jogado fora e o que poderia ter sido reciclado. Armados de conhecimento, os proprietários e gerentes de facilities podem estabelecer um plano de ação.

Estratégias: Realize uma auditoria de resíduos. Observe os fluxos de resíduos, escolha materiais recicláveis ​​que foram jogados no lixo comum e olhe através de receptáculos de reciclagem para ver se as pessoas estão reciclando materiais apropriados. Essa análise prática pode mostrar onde existem lacunas no programa de reciclagem atual, bem como valores totais de quanto material reciclável está sendo jogado em um fluxo de resíduo não reciclável.

 

2) Infraestrutura

Existem casos de prédios que não foram projetados com infraestrutura dedicada para o armazenamento de lixo e reciclagem. Em muitos casos, simplesmente não há espaço suficiente para acomodar ambos.

Estratégias: Trabalhar com edifícios e grupos de gerenciamento de resíduos para ajustar o tamanho dos contêineres no local. Muitas vezes, haverá um grande compactador de lixo e caixas de reciclagem realmente pequenas. Altere o tamanho e a quantidade de contêineres para acomodar mais reciclagem, o que, por sua vez, limitará o resíduo comum. Pense desta maneira: se houver espaço para o papelão no recipiente de reciclagem, é mais provável que o papelão entre no recipiente certo.

 

3) Conveniência

Criar o hábito de reciclar pode ser um desafio, mas hábitos são difíceis de quebrar.

Estratégias: Crie diversas oportunidades para reciclagem. Torne os recipientes de reciclagem facilmente acessíveis, como disponibilizando receptáculos nas mesas dos colaboradores. Por outro lado, não ter caixas (nem de resíduos comuns, nem de recicláveis) nas mesas dos colaboradores também pode promover a reciclagem, exigindo um esforço conjunto para procurar um recipiente para o resíduo, seja comum ou reciclável. Ter os dois contêineres no mesmo lugar ajuda os indivíduos a tomar as decisões certas. A reciclagem do espaço dos inquilinos é basicamente uma questão de conveniência.

 

4) Educação

Em geral, as pessoas não têm uma compreensão profunda do que pode ou não ser reciclado.

Estratégias: Exiba materiais de forma proeminente nos receptáculos de resíduos mostrando quais materiais podem ou não ser reciclados. As regras de reciclagem podem variar significativamente entre o trabalho e o lar, por isso a educação é importante.

 

Mas por que esperar até que o prédio esteja ocupado? O processo de reciclagem pode começar muito antes, mesmo quando um edifício está sendo construído. Em novos projetos, grande parte dos resíduos de construção e demolição (C&D) acaba em aterros sanitários – até materiais recicláveis. Existem diversas oportunidades para que os resíduos de C&D sejam transformados em novos recursos, levando à criação de empregos e à atividade industrial. Aqui estão alguns exemplos da Gestão de Resíduos:

 

  • Materiais inertes podem se tornar base da pavimentação de estradas.
  • Papelão, papel, plásticos e metais podem ser convertidos em novos produtos.
  • A madeira limpa torna-se cobertura morta ou combustível de biomassa.
  • Rocha e areia se transformam em cobertura diária alternativa (CDA) em aterros sanitários.
  • Concreto triturado pode ser transformado em cascalho ou agregado seco para concreto novo.

Reciclar resíduos de C&D pode ser complicado, mas existem várias estratégias para melhorar a porcentagem de materiais de construção que são desviados dos aterros sanitários.

Comece cedo: Ao integrar um plano de gestão de resíduos e sustentabilidade no processo de projeto e construção, todos os membros da equipe de construção e projeto podem contribuir para alcançar o objetivo final.

Conheça a empresa de gestão de resíduos: a reciclagem é tratada de forma muito diferente em diferentes lugares. É muito importante trabalhar diretamente com uma empresa de gerenciamento de resíduos para identificar oportunidades de reciclagem de materiais e definir metas com base para estas oportunidades.

Compartilhe: Divulgue suas taxas de reciclagem e seus objetivos de sustentabilidade. Isto mostrará não só seu comprometimento com um assunto tão sério como servirá de inspiração para outros seguirem um bom exemplo.

Pronto para aprender mais?

Deixe uma resposta