Entrevista com Estevam Donnabella, Diretor da Controllar

postado em: Entrevistas | 0

Estevam Donnabella é engenheiro por formação. Já atuou no Brasil e no exterior e hoje responde como diretor da Controllar, empresa de automação residencial com sede em Campinas (SP). Na entrevista abaixo, o engenheiro conta um pouco mais sobre sua trajetória e como foi parar na Controllar, além de explicar porque se sente cada vez mais fascinado pelo universo da automação residencial e suas possibilidades, apesar dos desafios do mercado.

 

 

Conte-nos mais sobre você e sua trajetória.
Estevam Donnabella: Me formei em engenharia mecatrônica pela UNICAMP. Tive várias experiências profissionais, passando desde a área acadêmica no exterior até a oportunidade de atuar em uma empresa multinacional alemã. Porém, sempre tive vontade de trabalhar em uma empresa enxuta e inovadora, onde eu pudesse ter voz ativa e fazer a diferença, onde para as ideias saírem do papel realmente dependesse somente de nós e não de estruturas burocráticas e politicagem. Quando conheci a Controllar, foi paixão a primeira vista. Percebendo o potencial do conceito e que estaria trabalhando com pessoas realmente brilhantes, mergulhei de cabeça. Depois de alguns anos de trabalho duro, fui chamado para participar da sociedade da empresa.

 

Qual o DNA da Controllar?
ED: A Controllar trabalha no desenvolvimento de novas tecnologias, sempre focando em 3 pilares:

1) Intuitividade: Hoje em dia temos muita coisa para consumir. Ninguém lê manual de instruções. Toda tecnologia desenvolvida para o consumidor em geral deve ser extremamente fácil de utilizar, mesmo que isso signifique muito tempo de engenharia de alta qualidade e esforço para ser desenvolvido. Quando meu sócio, Márcio Mello, estava construindo sua casa de 800m2, no ano de 1999, se deparou com questões como “Se eu esquecer a luz da cozinha ligada, como vou ficar sabendo?“, “Percebi que esqueci o jardim aceso, vou ter que descer para desligar?“ ou até mesmo “Será que esqueci o portão da garagem aberto e o cachorro vai fugir?“. “Será que esqueci o ar condicionado ligado?“. “Está chovendo, será que a janela está fechada?“. Claramente são questões que envolvem a gestão da casa. Porém, o grande desafio era criar um sistema de gestão das coisas da casa que fosse intuitivo suficiente para qualquer pessoa que more ou visite o imóvel consiga utilizar. Daí nasceu a ideia central do sistema Controllar que é criar painéis personalizados utilizando a planta baixa da casa. Assim, desde o primeiro cliente até hoje, a Controllar sempre automatiza a casa inteira, nunca apenas um ou dois cômodos.

2) Robustez: Desde a gênese do sistema Controllar, a preocupação sempre foi: se vamos colocar uma tecnologia digital em uma casa, ela deve perdurar por décadas e nosso sistema não pode durar menos do que isso. A escolha do protocolo de comunicação CAN foi essencial para essa estratégia, permitindo que toda a instalação do sistema não sofra interferências eletromagnéticas, garantindo que o sistema nunca trave. Não é atoa que a Controllar é a empresa que oferece a maior garantia em seu sistema em todo o mundo.

3) Custo: De nada adianta ter uma tecnologia intuitiva e robusta, se não for acessível a todos. A Controllar entende que a automação residencial deve ser uma tecnologia acessível a todas as pessoas, independentemente da faixa etária, escolaridade e renda. Chegamos em ferramentas tão inteligentes e versáteis, tanto de produção quanto de instalação, que mesmo nosso produto tendo custo de matéria prima e componentes mais caros que dos concorrentes, devido ao alto grau de qualidade, nosso preço para o cliente final, para a casa toda, ainda sim fica mais barato.

 

Inscrições abertas para o curso “GBC Brasil Casa e Condomínio

SAIBA MAIS

 

A introdução das Certificações para Edificações acarretou numa quebra de paradigma significativa na percepção de projetos. Passou a questionar os projetos que eram considerados obra de arte, porém não contemplavam o bem-estar do usuário e a performance. O mesmo aconteceu com a automação residencial, passando de um “sistema de luxo” para uma solução e condicionante para quem busca a eficiência, conforto, qualidade e gestão de um espaço. Como avalia todo esse processo?
ED: As empresas que iniciaram no mercado de automação residencial no passado, realmente focaram muito na espetacularização da casa, principalmente do Home Theater. Por ser talvez o cômodo da casa que mais se gasta dinheiro com equipamentos, o Home Theater sempre chamou a atenção do mercado de automação residencial. Sendo assim, durante muito tempo, a tecnologia de automação residencial ficou focada em comandar os equipamentos de áudio e vídeo por aplicativos em tablets, bem como acender e apagar luzes, abrir e fechar janelas deste local e de seus ambientes adjacentes como a sala, por exemplo. A Controllar por outro lado nasceu de uma necessidade real: a gestão da casa. Como dito anteriormente, a ideia de se utilizar o mapa do imóvel em painéis fixos na parede, bem como em aplicativos para smartphones e tablets, possibilitou uma interface de operação intuitiva, além de promover uma ferramenta fácil de gestão das coisas do imóvel, como iluminação, equipamentos, cortinas, motores etc, ao olhar para um único local: o painel Master. Assim, o foco da Controllar sempre foi a automação de todo o imóvel e nunca apenas de um ou alguns cômodos, como as outras soluções do mercado. Caso contrário a ideia de gestão se perderia.
Por fim, digo que em consonância com este movimento e quebras de paradigma e de valores que as certificações sustentáveis trouxeram, a Controllar realmente foca no conforto e intuitividade de operação da casa, promovendo economia evitando o desperdício de recursos naturais e energéticos. Uma prova que respalda essa sinergia é o fato de a Controllar ser a única empresa de automação residencial membro do GBC Brasil.
E não é por causa de sua filosofia que a Controllar deixa de oferecer soluções interessantes do ponto de vista emotivo. Pelo contrário, a Controllar foi a primeira empresa brasileira de automação residencial e, possivelmente a única até a presente data, a integrar sua solução com a Alexa, inteligência artificial da empresa americana Amazon. Naturalmente, conforme outras inteligências forem tomando seu lugar no mercado, a integração com o sistema virá naturalmente. Alguns exemplos são: Cortana da Microsoft, Siri da Apple, Google Assistent, Watson da IBM, etc. Cada vez mais este tipo de device estará presente nos lares e estabelecimentos e, naturalmente, terão seu papel no que diz respeito à gestão da casa.

 

Como a Controllar trabalha para acelerar essa transformação da cultura sobre a automação no mercado?
ED: Este é um grande desafio. O mercado de automação residencial ainda é novo e a população no geral ainda desconhece suas vantagens. Ainda sim, as poucas pessoas que já ouviram falar, no geral profissionais da área de construção civil, possuem objeções clássicas como “Automação residencial é cara“, “automação residencial dá problema“, “Automação residencial é complicado de usar“. Então a Controllar promove palestras e workshops em universidades e escolas técnicas, bem como em organizações relacionadas com o tema da construção civil, como a própria GBC, para conscientizar os formadores de opinião e os técnicos que irão especificar as soluções para o cliente final de que a automação residencial é muito mais do que apenas a espetacularização da casa.
Em paralelo, a Controllar também desenvolve ações junto ao público final, participando de mostras de arquitetura e construção a fim de mostrar as maravilhas que o sistema de automação da Controllar pode fazer para facilitar e melhorar a experiência do cliente com sua casa.

 

Compreenda como funciona a certificação GBC Brasil Casa!

CLIQUE AQUI

 

Outro questionamento muito comum é em relação ao investimento. Todos podem ter uma automação de qualidade e eficiente em sua casa, estabelecimento comercial, prédio, condomínio, etc?
ED: Sem dúvidas é possível ter um sistema de automação em casa ou em algum estabelecimento por um valor acessível. Realmente houve no passado um período em que somente mansões comportariam um sistema de automação. Hoje, a Controllar, com suas soluções com preços diferenciados, automatiza inclusive apartamentos pequenos de 35m², bem como casas fora de condomínio, para classe média. Em termos de cobertura de mercado, a Controllar hoje pode atender o cliente pequeno, com renda modesta, cobrindo as necessidades básicas de seu imóvel, como a iluminação por exemplo, até o cliente de alto poder aquisitivo, que poderá incluir praticamente todos os aparelhos e elementos eletrônicos que tiver em sua residência. A missão da Controllar é realmente democratizar o uso da automação residencial, tendo como meta, ainda nesta geração, possibilitar que todas as residências possam desfrutar deste conforto.
Para estabelecimentos comerciais, áreas comuns de condomínios, galpões e quaisquer outros espaços grandes e com fins lucrativos, o ganho na economia de energia pode ser ainda maior. Haja visto nosso caso mais notável, a faculdade REGIS na cidade de Ribeirão Preto (SP), que conseguiu um payback do sistema em aproximadamente 2 anos, tamanha foi a economia de energia elétrica por causa da gestão de todo o complexo de 7 pavimentos na parte de iluminação e ar condicionado.

 

Existe um case muito interessante que vocês estão participando, que é a obra da Montage Botafogo. Uma edificação residencial vertical que irá obter a Certificação CASA. Para o morador, quais serão os benefícios oferecidos?
ED: Este foi um caso muito interessante. Quando o Rodrigo e o Flavio, sócios da Montage, vieram nos procurar, a ideia era fazer um sistema de gestão da área comum. Espantados com o custo para automatizar as unidades, estes entenderam que, além de o sistema estar em harmonia com a sustentabilidade, agregando valor e ajudando a pontuar para a obtenção do selo, teriam um grande diferencial de vendas. Por isso, assumimos a responsabilidade de automatizar tanto as unidades quanto a área comum do empreendimento.
Os benefícios para os moradores são, portanto, além da própria gestão do imóvel através do sistema, que trará conforto e economia de energia, também é possível citar uma taxa de condomínio abaixo da média, já que toda a área comum também está no sistema de automação Controllar. Assim como o exemplo da faculdade em Ribeirão Preto, toda a gestão do complexo será feita pela portaria e sala administrativa, promovendo uma excelente economia de energia por evitar desperdícios.

 

Veja também o vídeo de Estevam Donnabella!

VEJA AQUI

 

Entrevista retirada da 13ª edição da Revista GBC Brasil

A Controllar é Membro do GBC Brasil. Conheça a empresa clicando aqui.

 

Deixe uma resposta