Edifício feito de garrafas PET recebe certificação LEED

postado em: Matérias | 2

E se uma construção feita com garrafas PET fosse reconhecida com um selo ambiental? Foi o que aconteceu com o edifício Ecoark, que alcançou a certificação LEED Platinum, o nível mais alto do selo Internacional.

 

O Ecoark é um pavilhão construído de acordo com o conceito dos 3 Rs – Reduzir, Reutilizar e Reciclar. Utilizando tijolo feito com garrafas pets, tem a metade do peso de um edifício convencional, com o diferencial de resistir a fenômenos da natureza como terremotos e furacões. Inaugurado em 2010 em Taipei, Taiwan, o Ecoark foi projetado pelo arquiteto Arthur Huang, diretor da empresa Miniwiz – Sustainable Energy Development.

 

O edifício ocupa uma área de 2.186 metros quadrados e foi construído com 1,5 milhão de tijolos em forma de garrafa feitos de garrafas PET recicladas. Possui anfiteatro, salão de exposições e espaço para museu distribuídos em três pavimentos, equivalentes a nove andares. A estrutura com 28 metros de altura é completamente desmontável, permitindo-se desmontá-la para montar em outro local.

 

Compreenda como funciona a ferramenta de Certificação Internacional LEED:

 

Mais conhecidos como Polli-Bricks, estes tijolos de garrafas PET foram moldados permitindo um perfeito encaixe das células, o chamado Brick-Cell. A estrutura modulada em forma de colmeia é presa por uma malha metálica e uma peça de acrílico revestida de uma substância não inflamável para proteger os Polli-Bricks do fogo e das tempestades. As garrafas PET foram deixadas vazias, pois Huang acredita que o ar é o melhor isolamento térmico, deixa passar a luz, reduzindo a utilização de iluminação artificial.

 

Reconhecimento com o selo LEED Platinum

 

O Ecopark recebeu a certificação LEED Platinum. Além do critério de sustentabilidade na reutilização de garrafas PET, o edifício também utiliza água da chuva em seu sistema de resfriamento, e também conta com placas solares para abastecimento da iluminação LED nas fachadas.

 

2 Respostas

  1. Cibele Cunha
    | Responder

    Olá!
    Estou estudando para tirar a certificação LEED GA e tenho uma dúvida.
    Um dos RMPs do LEED, pelo que entendi, é que a construção tenha uma estrutura fixa no solo, que não saia do local – como então o edifício conseguiu a certificação já que pode ser desmontável?

    E outra dúvida é: caso seja remontado em outro local, seria necessário uma nova avaliação para se certificar novamente?

    Obrigada!

    • gbcbrasil
      | Responder

      Cibele tudo bem? Você está certa quanto ao RMP (ou MPR) do LEED, de que o edifício deve ser fixo. O Ecoark pode ser desmontado pelo modo construtivo dele, mas isso não significa que ele será de fato desmontado. Caso seja, perde a certificação e assim que remontado em um novo local, deverá se submeter a uma nova análise da certificação, pois há créditos que podem variar, por exemplo a interação com o entorno, ou eficiência energética e etc.

      Qualquer dúvida, estamos à disposição.

      Um abraço,
      Equipe GBC

Deixe uma resposta