Liderança Sustentável – Parte 4/5

postado em: Matérias | 0

Na visão de Claus Moller, um bom funcionário é uma boa pessoa, um bom cidadão, um bom amigo, etc. Completando, este conceito tem paralelo com a visão do Prof. Jim Collins, que afirma no seu livro “Empresas Feitas para Vencer”, que os líderes nível 5 – Líder Sustentável, que constrói excelência através da humildade pessoal e determinação profissional, possuem as qualidades dos níveis anteriores que são classificadas como:

 

  • Nível 1: Indivíduo Altamente Capaz (EXCELÊNCIA & EFICIÊNCIA) – Contribui individualmente, através de seu talento, conhecimentos e bons hábitos pessoais (bom cidadão – ÉTICA) e de trabalho (bom profissional), reúne as capacidades individuais;
  • Nível 2: Membro da Equipe que Contribui – Contribui com a sua capacidade individual para que o grupo cresça e seja capaz de alcançar os seus objetivos;
  • Nível 3: Gerente Competente – Organiza pessoas e recursos para que os resultados sejam atingidos;
  • Nível 4: Líder Eficiente – Tem alto grau de comprometimento, Tem visão e estimula os seus funcionários a produzirem mais, reúne habilidades de liderança: capacidade de comandar, dar direção, mobilizar e transformar um grupo.

 

Em uma pesquisa desenvolvida por estudiosos de Stanford liderados por Jim Collins, verificaram que os presidentes das empresas sustentáveis de maior sucesso, segundo critérios desenvolvidos pelo grupo, eram LIDERES NÍVEL 5, confiáveis, bons ouvintes, discretos, educados, gentis, íntegros, modestos, pacientes, simples, tímidos, tranquilos, mas acima de tudo HUMILDES e DETERMINADOS.

O perfil observado, nos LÍDERES NÍVEL 5, foge de qualquer padrão esperado, Jim Collins ressalta: “A grande ironia é que o espírito e a ambição pessoal que, em geral, elevam as pessoas à posição de poder, se opõem diametralmente à humildade exigida de uma liderança de nível 5. Quando combinamos essa ironia com o fato de que “head hunters” e membros de Conselhos de Administração quase sempre trabalham com a falsa premissa de que precisam contratar um líder poderoso, agressivo para tornar uma organização excelente, entendemos porque existem tão poucas empresas com excelência”. Quanto um Líder forte e carismático (Super-Homem) se permite ser a primeira realidade com a qual as pessoas na empresa se preocupam ou temem, você tem a receita para a mediocridade da organização e dos colaboradores.

 

Veja o estudo sobre Tendências Wellness no Ambiente Corporativo!

CLIQUE AQUI

 

No livro são citados diversos casos de executivos de forte personalidade que não deram resultados, ou deram resultados no curto prazo, mas no longo prazo as empresas enfrentaram situações críticas, principalmente, após a saída do presidente. Somente para ilustrar vamos relatar o caso, apresentado por Jim Collins, da empresa Teledyne Corporation, sob a liderança de Henry Singleton.

 

 

Uma das vantagens fundamentais de lideres com estas características, isto é LIDER CERTO PARA GESTÃO SUSTENTÁVEL, é que eles permitem e, principalmente, trabalham para que os outros encontrem as suas vozes também, formando novas Lideranças, dando sustentabilidade às empresas e aos seus sonhos (Os funcionários encontram a SEGURANÇA PSICOLÓGICA). E procuram construir ORGANIZAÇÕES QUE APRENDEM, organizações flexíveis e inovadoras, que se transformam conforme a onda.

 

Texto escrito por:

 

Nelson Kawakami, Sócio-Diretor da C2KR Gestão Empresarial e ex Diretor Executivo do GBC Brasil.

 

 

 

Veja aqui as outras partes:

Deixe uma resposta