Entrevista com Valter Sestari, CEO da Marcetex

postado em: Entrevistas | 1

Nesta semana tivemos a oportunidade de conversar com o Diretor da Marcetex, Valter Sestari. Veja como foi:

 

1 – Valter, no começo de 2016, um dos piores anos para o mercado da construção civil, a Marcetex tomou a decisão de se tornar membro do GBC Brasil e atuar de forma mais ativa no segmento da construção sustentável.  Qual foi a principal razão para essa iniciativa?

A principal motivação foi a ampliação de nossa participação no mercado, com a estratégia de nos reorientar para novos focos.

Na empresa, já vínhamos trabalhando sistematicamente as questões de sustentabilidade, adequando processos em decorrência da obtenção do FSC®.

A associação da Marcetex ao Green Building Council potencializa, com a exposição, nosso posicionamento, perante o mercado, quanto à nossa responsabilidade ambiental.

 

Valter Sestari

2 – Seguindo na mesma linha da pergunta anterior, contrariando o senso comum do mercado, investiu, logo no começou dessa parceria, de forma ativa nas formas de divulgação da empresa para o público da construção sustentável, o principal foi o patrocino na Greenbuilding Brasil, bem como exauriu todos os benefícios oferecidos. E para 2017, dobrou a sua participação no evento. Comente sua experiência e os resultados obtidos?

A participação da Marcetex na Expo GBC 2016 permitiu a abertura de novas frentes em um mercado onde, até então, atuávamos mais timidamente.

Tanto nossa participação no evento quanto a aproximação, no relacionamento, com todos no GBC Brasil, amadureceram nossa interação com este mercado, permitindo maior entendimento do segmento e melhoria de nosso posicionamento no segmento da sustentabilidade.

A divulgação de nossas atuações na área de sustentabilidade nos torna mais conhecidos para as partes interessadas como construtoras, consultorias, escritórios de arquitetura, novos contatos e novos relacionamentos, ampliando, portanto, nosso público alvo.


3 – No final de 2016 tivemos a grata satisfação em saber que todo o investimento direcionado as ações do GBC Brasil foram altamente rentáveis para que a receita da Marcetex tivesse um crescente muito significativa. Gostaria que comentasse um pouco sobre a estratégia adotada, bem como a rentabilidade conseguida.

Diversas foram as ações que fizeram com que conseguíssemos sobreviver satisfatoriamente em um ano de crise onde, embora sem um crescimento substancial, conseguimos manter o volume e a linearidade.

Certamente que a parceria com a GBC Brasil foi expressiva na divulgação e conhecimento deste mercado peculiar que frutificou a nosso favor.

 

4 – Além de tudo o que falamos, atualmente a Marcetex, liderando com maestria o seu segmento de divisórias, sai mais uma vez na frente, na busca de DAP (Declaração Ambiental de Produto) para seus produtos, se igualando a Votorantim Cimentos e Isover, que conseguiram recentemente para 5 produtos de cada. Valter, como explicar a fórmula de sucesso adotada com crescimento exponencial em apenas um ano, no período considerado extremamente difícil para o mercado da construção, e hoje, uma empresa familiar, se igualando as multinacionais citadas?  

Certa vez li uma frase que dizia mais ou menos assim: “Em tempos de CRISE, retire o “S” e CRIE !”.

Identificamos que a necessidade de responsabilidade ambiental se torna uma tendência crescente, dentro do mercado de construção, com a conscientização dos profissionais envolvidos.

Percebemos que um pouco mais de afinco neste caminho pôde nos diferenciar positivamente, destacando-nos no mercado e, visando nos adiantar em relação à concorrência, demos início à busca da Declaração Ambiental de Produto.

Ficamos lisonjeados pela comparação às duas multinacionais expressivas, mas acreditamos que apenas estamos dando um passo (correto) em direção a nossos objetivos.

 

5 – Para finalizar, fique à vontade para deixar sua mensagem aos leitores do Blog do GBC Brasil.

Um produto, para ser sustentável, deve ter boa qualidade e características inteligentes, bem amarrados nos pequenos detalhes do processo construtivo, sem que isso implique, necessariamente, em um valor elevado para comercialização.

A Marcetex quer participar ativamente desse modelo de construção sustentável e o GBC Brasil acabou sendo uma excelente ferramenta para alcançarmos alguns de nossos objetivos, onde contamos com o relacionamento, apoio e orientações direcionadas às questões de sustentabilidade e responsabilidade ambiental extremamente significativas.

Acreditamos que, de nossa parte, também estejamos correspondendo às expectativas do GBC, nos comprometendo responsavelmente com o ambiente, configurando nosso relacionamento como uma verdadeira parceria, onde a troca e os ganhos são mútuos.

 

A Marcetex é Membro do GBC Brasil. Conheça a empresa clicando aqui.

 

Leia também:

Uma resposta

  1. Nilza
    | Responder

    A iniciativa desse jovem empreendedor serve de exemplo a muitas empresas de todos os setores. É preciso repensar urgente na questão da sustentabilidade……. Parabéns!

Deixe uma resposta