10 Sessões Educacionais Imperdíveis sobre Saúde e Bem-estar nos Edifícios

postado em: Dicas | 4

Imagem-Saúde

A 7° edição do Greenbuilding Brasil Conferência Internacional & Expo esta chegando! O evento é um excelente local para compartilhar experiências, aumentar o benchmarking e conectar-se com influentes personalidades do setor de construção sustentável mundial.

Por meio da plataforma de transformação de mercado, “Call for Proposal”, compartilhada com a Greenbuild – maior evento do mundo em construção sustentável – profissionais renomados se candidataram à palestrar na Conferência do GBC Brasil. Após a inscrição, cada Sessão foi revisada 6 vezes além de ser submetida à duas fases de Revisão, por cerca de 80 profissionais – 62 na primeira fase e 20 na segunda fase – que aprovam “apenas” 48 Sessões Educacionais que serão apresentadas durante os dias 09 a 11 de agosto.

Com tantas palestras interessantes para você ver, separamos 10 assuntos imperdíveis sobre saúde e bem-estar nos edifícios:

 

1: Menos energia, mais calorias: desenhando cidades mais ativas

Sessão-1---B03

Gabriela Callejas, cofundadora do Cidade Ativa, apresentará o histórico do conceito active design e diretrizes colocadas no “Active Design Guidelines” e introduzirá a problemática no Brasil. Na sequência, participantes serão convidados a elaborar estratégias para reduzir consumo energético/aumentar gasto calórico em situações específicas colocadas pela apresentadora. O intuito é levantar, através de um brainstorming, ideias de leis, pesquisas, projetos, checklists, campanhas, programas políticos ou outras iniciativas que incorporem os conceitos introduzidos pelo active design à realidade brasileira.

 

2: Gestão de espaços: zerando o lixo

Sessão-2---C02

Na sessão de Thiago Branquinho, Fundador e CEO da Lix0, será apresentado um modelo de gestão que pode ajudar a sensibilizar os usuários, minimizar os custos de gestão de resíduos, reduzir impactos ambientais diretos e indiretos, e permitir a inclusão social de catadores de lixo. A ideia é trazer para o público este novo cenário de gestão de resíduos, seus desafios e perspectivas, e, em seguida, de forma interativa, construir soluções para determinados cenários.

 

3: Promoção de Serviços Ambientais: a floresta urbana e a produção de água

Sessão-3---C03

A palestra da Miriam Falotico, Bióloga da Secretaria do Verde e Meio Ambiente de São Paulo, abordará estudos de caso onde os conceitos de recuperação de corpos hídricos em áreas urbanas foram implantados incluindo temas inovadores e recorrentes como o estimulo a recuperação de florestas urbanas e a recuperação de nascentes como forma de promoção dos serviços ambientais, como a produção de água em qualidade e quantidade em área urbana.

 

4: Redução do consumo de água em hospital e Logística Reversa de louça sanitária

Sessão-4---E03

O foco da apresentação do Osvaldo Oliveira Junior, Coordenador da Engenharia de Aplicação da Deca, será a implementação do Programa para Conservação da Água, Deca|PROÁGUA, em um bloco do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo. A iniciativa tem como objetivo a redução do consumo de água deste edifício, através da troca de produtos hidráulicos antigos por outros novos economizadores, assim como pela adequação de sistemas hidráulicos e de serviços associados ao tema. Como complemento à ação, as louças sanitárias (especificamente as bacias sanitárias antigas) retiradas do edifício foram separadas, desmontadas e encaminhadas a uma unidade fabril da Deca em Jundiaí, para que passagem por processo de moagem, possibilitando a reutilização deste material no próprio processo produtivo da unidade, como a venda para outras empresas que possam também utilizar este material em sua produção.

 

5: Como a Qualidade do Ambiente Interno interfere na saúde dos ocupantes dos edifícios

Sessão-5---F03

Henrique Cury, Sócio Diretor da EcoQuest do Brasil, Leonardo Cozac, Diretor da Conforlab, e Dr. Szymon Gartenkraut, Médico na COVISA, falarão sobre estudos que vem cada vez mais mostrando a relação entre os impactos da qualidade do ar na saúde e na produtividade dos ocupantes. Hoje, ao se pensar em qualidade do ar deve-se sempre relacioná-la a eficiência energética, uma vez que diretrizes internacionais apontam para um caminho com menos captação de ar e tecnologias para sua limpeza além de monitoramento constante e manutenção adequada em todo o sistema.

 

6: Retorno Financeiro Vs. Produtividade – Primeiro Case WELL do Brasil

Sessão-6---G01

Luiza Junqueira, Founding Partner at StraubJunqueira, Eduardo Straub, Diretor da StraubJunqueira, Marcos Bensousan, Presidente na SETRI Consultoria em Sustentabilidade, e Megan Sparks, Program Manager at U.S. Green Building Council, farão a apresentação do primeiro case de Certificação WELL no Brasil. Um escritório existente de 50m2 que passou por profundas adequações físicas e comportamentais, visando elevar o bem-estar, produtividade, qualidade de vida e saúde dos usuários através de melhorias no ambiente de trabalho. Além disso, serão apresentados o valor do investimento vs. retorno financeiro, as facilidades, dificuldades e barreiras encontradas na aplicação do processo bem como lições aprendidas e visão da aderência da Certificação ao mercado nacional. Contaremos com a participação do proprietário expondo suas opiniões a respeito dos temas abordados.

 

7: Desenvolvendo Protótipos de Banheiros de Emergência para Desastres Relacionados à Chuva

Sessão-7---G02

Marina Lima Medeiros, Professora na Universidade Ibirapuera e Arquiteta, e Lara de Senne, Professora da FAU USP, mostrarão que, no Brasil, inundações e deslizamentos de terra são eventos muito comuns que afetam uma população vulnerável, que geralmente necessita improvisar acomodações. Abrigos temporários são adotados como planos de ação a curto prazo e têm sido insuficientes, e, ocasionalmente, inadequados. O Projeto APIS propõe um banheiro de emergência, com chuveiros, lavatórios e vasos sanitários que podem ser transportados para o local onde a população está alojada durante os desastres. Esta apresentação irá focar nos novos desafios que o grupo de pesquisa NOAH – Núcleo Habitat Sem Fronteiras está enfrentando e as soluções de design para as questões práticas.

 

8: Brickworks: O “Living Building Challenge” aplicado à um shopping center

Sessão-8---H03

A apresentação de Roberto Padovani, Diretor fundador do R&P Green Solutions, e Rodrigo Mindlin Loeb, Owner at MLD Arquitetura, tem o objetivo de ensinar a metodologia de projeto do Living Building Challenge, perceber o desafio de realizar um projeto de construção de Zero Líquido em um ambiente comercial, ensinar o processo de realização de charrettes de design e desenvolvimento de projetos com equipes globais e várias equipes de arquitetos e de engenharia e por fim, ensinar a integrar um projeto de construção com o ecossistema local, promovendo a restauração ecológica do local.

 

9: Primeiros resultados da pesquisa: saúde e bem-estar em edifícios e espaços corporativos

Sessão-9---I03

Maíra Macedo, Coordenadora de relações institucionais e governamentais no Green Building Council Brasil, José Modica, Manager at Transpetro, e Eleonora Zioni, Owner at Asclepio Consultoria, apresentarão a métrica física realizada através de medições “in loco” dos sistemas e equipamentos, dentre eles: conforto térmico, qualidade do ar-condicionado, taxa de ventilação, umidade relativa, temperatura e velocidade do ar, iluminação, ruídos odor. Dentro de cada uma das categorias foram realizadas perguntas aos ocupantes com a finalidade de averiguar o seu grau de satisfação com a categoria em questão. Na apresentação dos resultados, os autores comprovarão a relação do ambiente do escritório com as métricas físicas através de análises e comparações dos aspectos citados orientados ao conceito de bem-estar pessoal e psicológico.

 

10: Incentivando Construções Sustentáveis – A Proposta Paulistana

Sessão-10---J02

Helia Pereira, Diretora do DEPLAN da Secretaria do Verde e Meio Ambiente do Município de São Paulo (SVMA), Paulo Mantey, da Prefeitura do Município de São Paulo, e Bruno Borges, Consultor Independente, irão apresentar a lógica da Quota Ambiental e incentivos urbanísticos do novo Zoneamento Paulistano, além de outras medidas de incentivo à construção sustentável. A Quota Ambiental exige que lotes com área superior a 500m² atinjam determinada pontuação mínima para obterem o licenciamento e a proposta ainda prevê incentivos urbanísticos para aqueles que pretenderem pontuação superior à mínima ou que apresentarem soluções sustentáveis comprovadas por certificação especializada.

 

casaUma das novidades do Greenbuilding Brasil 2016 será o Espaço Conceito GBC Brasil Casa, que consiste em uma exposição demonstrativa e educacional dos conceitos de sustentabilidade presentes nas certificações Referencial GBC Brasil Casa e LEED. Trata-se de um showroom de inovação à disposição de todos os visitantes.
Saiba mais clicando aqui

 

Inscreva-se-Evento

 

Sessões-Edu---Botão-Blog Visitação---botão-blog

4 Respostas

  1. Fábio
    | Responder

    Bem interessante.

  2. Renan
    | Responder

    Bacana.

  3. Paula
    | Responder

    Bacana.

  4. Saulo
    | Responder

    Interessante.

Deixe uma resposta